Testemunho de Colleen Steele
 
A mudança é inevitável quando se é diagnosticado com hipertensão pulmonar (HP). Há que fazer alguns ajustes físicos, emocionais e sociais. Um dia, inesperadamente, vemos que a nossa casa está com “outra decoração”.
 
Segundo um estudo publicado no European Journal of Pharmacology, o composto 3 é um inibidor potente e seletivo das proteínas ROCK-1 e ROCK-2 (que estão relacionadas com a contração dos vasos sanguíneos) e podem melhorar algumas das características da hipertensão pulmonar (HP). 

 
 
Níveis elevados de certas lipoproteínas de alta densidade (HDLs), que constituem o já conhecido “bom colesterol”, estão associadas ao aumento da sobrevivência em doentes com hipertensão arterial pulmonar (HAP), de acordo com um estudo recente publicado na revista Thorax.
 
De acordo com um novo estudo, publicado no Journal of Thoracic Disease, doentes com hipertensão pulmonar tromboembólica crónica (CTEPH) que apresentam valores de fluxo sanguíneo, oxigenação arterial e função cardíaca abaixo do normal, poderão estar a sofrer de apneia obstrutiva do sono (AOS).
Um novo artigo científico confirma: em todo o mundo existem 300 milhões de pessoas que vivem com uma doença rara.